sábado, novembro 05, 2005

POMBOS, POMBOS E POMBOS...

O pombo tem sido o símbolo da paz e do amor...o seu número em Lamego comprova claramente a sua vontade de proliferação.

Numa altura em que só se fala em gripe das aves é também de referir que existem vários estudos científicos que comprovam a resistência dos pombos ao H5N1, ou seja os pombos não são contaminados.

Por outro lado todos sabemos que representam focos potenciais de infecções e que os seus dejectos causam prejuízos enormes à cidade, particularmente nos telhados e monumentos...

Não pedimos a matança massiva destes animais, não é a forma mais correcta ou humana de lidar com este problema, pedimos o controlo da população de pombos por métodos menos cruéis, como a criação de locais de nidificação artificiais (nos quais os ovos são recolhidos periodicamente), a distribuição de milho impregnado com contraceptivo oral ou mais "à Nova Iorque" a largada de falcões (predadores de pombos)...

11 comentários:

NILO disse...

Ora ai está uma questão que Lamego devia reflectir. Sendo Lamego a cidade de Portugal com mais monumentos por metro quadrado m2,a meu ver, devia estar preocupada com este problema, que é enorme. Todos nós passamos diáriamente junta á câmara ou ao GAT e observamos a degradação que se começa a notar nos beirais destes edifícios. Não sei o quê, mas algo tem de ser feito.

DECO disse...

Concordo plenamente com este tema e a forma como é abordado, os monumentos de Lamego não se conseguem defender sózinhos. Todos os Lamecenses têm a obrigação de os preservar o melhor possível.

JOCA disse...

Caro moderador estou certo que esta nova câmara vai certamente tomar medidas no sentido de solucionar esta questâo. No entanto deixe-me felicitá-lo por ver que há cidadãos que são observadores,e tentam alertar quem de direito para a solução destes problemas. UM ABRAÇO

J.R. disse...

Bem visto, a dos falcões parece-me uma ideia interessante.

João D. disse...

Quando lavo o carro nao sei se um falcão me chegava...

zé-piqueno disse...

bem penso que a melhor forma é prevenir... como não sei mas o xico lopes já está a tomar medidas

Licínia disse...

Já que o Chico mandou abater os gatinhos da engenheira podia aproveitar a onda e mandava haviar também os pombos.

Lyry Lyry disse...

Isso já devia ter sido feito há muito tempo.

Anónimo disse...
Este comentário foi removido por um gestor do blogue.
Murilovsky disse...

Que ideia é essa de que Lamego é a cidade de Portugal com mais monumentos por m2... basta ver uma qualquer listagem de património classificado para verificar que tal não é verdade. Tem de facto (já teve mais e conforme o tempo passa parece ter menos), um património artistico arquitectónico significativo que urge tratar e valorizar, sendo sem duvida um dos elementos que poderá contribuir de forma significativa como polo de desenvolvimento, mas não está, nem de perto nem de longe, classificada nesse ranking. Só a titulo de exemplo: Óbidos e toda ela classificada.
Os pombos (os seus dejectos) são sem duvida um elemento de degradaçãomas pior do que esse são os "pombos" generus " PATOS BRAVOS" (vulgo empreiteiro) que não olham a meios para atingir fins, condujuvados por Câmaras Municipais dormentes, pouco atentas, laxivas, que permitem que tudo se faça...em lamego os exemplos são mais que muitos.... ESSA DEVE SER A PREOCUPAÇÂO...só depois vêm os Pombos.

Obrigado pelo tempo dispensado
Murilovsky

NILO disse...

APOIADO, mas que Lamego tem muitos monumentos lá isso tem!