quarta-feira, setembro 28, 2005

TRÂNSITO E ESTACIONAMENTO EM LAMEGO

Nos últimos anos construiu-se o parque de estacionamento do Espírito Santo e colocaram-se parquímetros nas principais ruas da cidade...



...mas continua a ser difícil estacionar o carro em Lamego.

QUE FAZER?

8 comentários:

The Technician disse...
Este comentário foi removido por um gestor do blogue.
palu disse...

O problema do estacionamento ocorre um pouco por todo o país, sendo um caso gráve para as cidades. No entanto, em Lamego, com a criação de um parque de estacionamento atrás do prédio do parque da cidade (junto ao rio), os problemas serão resolvidos....

Moderador disse...

Amigo The Technician o seu comentário está estacionado na zona da coscuvilhice...para isso é que aquele post foi criado, para evitar a poluição de espaços de debate sério...

Percebido? Por favor não polua...

Percursor disse...

O problema do trânsito em Lamego está, como é obvio, inteiramente ligado ao facto de não haver acessibilidades na cidade. Todos temos que passar sempre pelo centro da cidade. Faltam os acessos e pelos visto continuaram a faltar. Basta conhecer a cidade ou até olhar para o seu mapa. Lembro mais uma vez que à mais de 15 anos que não é construido um único acesso novo nesta cidade...

O estacionamento é realmente um problema de muitas cidades, que se resolve com a criação de lugares ou parques de estacionameto. Em Lamego criou-se um parque no centro, é bom, mas poderiam criar-se muitos mais lugares. Por exemplo, na rotunda de Fafel não foi criado um único lugar de estacionameto nos seus acessos! Com tanto espaço ali disponivel, com lojas novas e uma escola preparatório! Como é possivel?

Lamecense inconformado disse...

"temos que passar sempre pelo centro da cidade..."
Pois o nosso problema é esse mesmo! Será que as pessoas que vivem na zona do Pingo Doce e que vão trabalhar ou levar os filhos ao ciclo ou ao liceu precisam de passar no centro da cidade? Claro que não, podem perfeita e rapidamente ir pela ortigosa, mas as pessoas continuam a ter os mesmos hábitos de sempre, resistindo fortemente às mudanças... Assim, não vamos lá.
Outro exemplo gritante é daqueles que vêm da zona do Hospital, Liceu, etc e que vão par a Rina, rotunda da A24, Britiande... Não lhes era mais fácil irem por trás da zona do Paraíso, passarem a nova rotunda e seguirem em direcção à saída de Lamego??? Mas não! Querem todos passar na montra e então vão pela Av. 5 de Outubro a entupir o trânsito e a vociferar contra a câmara porque não cria alternativas... Realmente isto só em Lamego! Há dias li algures que os problemas de Lamego não se devem aos Presidentes , mas sim aos Lamecenses; e estou plenamente de acordo- todos querem uma cidade mais evoluída e moderna, mas se possível, continuar com hábitos antigos, como entrar com os carros pelos cafés dentro, etc. Assim não dá!!!

e.f. disse...

Já tentaram estacionar em Almacave e ir comprar o que quer que seja? Não....não dá!

E se não dá porque não se cria um parque de estacionamento por baixo do Jardim do Campo…podia-se então fechar ao trânsito desde a Praça do Comércio (em frente à Ourivesaria Rebelo) até à Casa Abelha…Obviamente que as lojas e casas de Almacave sairiam valorizadas e assim diminuiriam as lojas tipo “Casa Montanha” para nascerem lojas mais “actuais e fashion” que bem falta fazem a Lamego…

e.f. disse...

Já deram conta que a alteração do trânsito na Macário de Castro e Cardoso Avelino sem a criação de alternativas de estacionamento “assassinou” comercialmente a rua?

Percursor disse...

"Será que as pessoas que vivem na zona do Pingo Doce e que vão trabalhar ou levar os filhos ao ciclo ou ao liceu precisam de passar no centro da cidade?"

Claro que não, mas esse não é nem de perto nem de longo a linha de maior tráfego. Além disso têm que passar (no caso do ciclo) por ruas estreitas e até mal pavimentadas ou então Av. 5 de Outubro que é centro.

Quanto aos que vão para a A24 vindos do Paraiso, podem seguir pela rotunda de Fafel, mas logo a seguir apanham o mesmo acesso que toda a cidade apanha! Toda a cidade têm um único acesso à A24. Isto não são maus hábitos, são falta de acessos!

Esta falta de acesso fez-nos criar locais perto uns dos outros mas que temos que dar grandes voltas para lá chegar.
Como vai do inicio da serra para Monsanto? É logo ao lado.
Ou até do CIOE (ao lado do cemitério) para a Avenida?
Ou da adega para a zona da Vila hostilina?
Infelizmente existem muito exemplos destes em Lamego. É que se escolhar um circuito por fora (arredores) da cidade, das duas uma , ou anda quilometros ou então anda em caminhos que não são arruamentos minimamente em condignos, quer de carro quer a pé.