quinta-feira, março 22, 2007

DIOCESE EM DESERTIFICAÇÃO

A diocese de Lamego está "muito marcada pela desertificação humana" - confessou à Agência ECCLESIA D. Jacinto Botelho, bispo de Lamego.
Como a população está a "diminuir drasticamente" é fundamental "ter uma atenção especial com as pessoas mais idosas". E lamenta: "Há paróquias que não têm escolas porque não existem crianças. É uma pirâmide completamente invertida".

Para estancar esta sangria é "necessário criar condições de vida às pessoas" - apelou D. Jacinto Botelho. Como não encontram futuro naquelas localidades "partem para outros sítios na busca de melhores condições de vida". As próprias políticas "não estão a ajudar nesse aspecto".

O Rio Douro é uma das fronteiras da diocese. Ainda no rescaldo das celebrações dos 250 anos da região demarcada do Douro, D. Jacinto Botelho alerta para as "dificuldades dos vitivinicultores". E conclui: "Esperamos que haja uma maior justiça para com estes homens".

Fazem parte da diocese de Lamego 223 paróquias dos concelhos de Armamar, Castro Daire, Cinfães, Lamego, Mêda, Moimenta da Beira, Penedono, Resende, S. João da Pesqueira, Sernacelhe, Tabuaço, Tarouca, Vila Nova de Foz Côa e Vila Nova de Paiva.

17 comentários:

canario disse...

D. Jacinto tem toda a razão para estar preocupado com a desertificação de Lamego.
Espero que o Sr. Presidente da nossa Câmara se preocupe com a fixação dos jovens e lhes crie condições de trabalho para não fugirem.

Anónimo disse...

É esta a obrigação do presidente da Câmara.
Não é só para receber ao fim do mês.
Mas como há-de ele tratar destes casos se anda preocupado em meter toda a gente em tribunal ?
Esta atitude é para fazer rir, ou para ele passar o tempo.
Ele está convencido que os juizes não têm mais que fazer do que andar a aturá-lo ?

Mas ele julga-se imune às criticas?
Se as queixinhas do presidente dessem alguma coisa, os elementos do executivo já estavem todos presos. E então o Humberto do pasquim já tinha apanhado 100 anos de cadeia.
Sr.presidente trabalhe que é para isso que lhe pagam...
Deixe-se de brincar com coisas sérias.

Lamecense disse...

Ensino Superior de qualidade, com condições a sério.

Anónimo disse...

Anonimo 8:36 PM, Março 22, 2007
Engraçado, o que dizes encaixa na perfeição no anterior presidente...

Anónimo disse...

Anonimo 8:36 PM, Março 22, 2007
Engraçado, o que dizes encaixa na perfeição no anterior presidente...

Em relação a este, porque é que vocês não deixam de insulta-lo todas as semanas no PS Hoje!? Deixem-no trabalhar!!

canário disse...

Para o anonymus das 9.36.
Eu penso que este Blogger deve ser para utilizar com comentários construtivos e não para provocações entre comentadores.
Se achar que estou enganado, o canário voltá a cantar.

Anónimo disse...

Pois devia ser... Mas acha que é isso que quer o comentador anterior (8:36) ao meu comentário?

Anónimo disse...

E o que é que a Igreja de Lamego tem feito para inverter a situação?
Não vejo este Bispo empenhado em coisa alguma...

Anónimo disse...

Anónimo das 12:24.

Mas não terá o anónimo das 8:36 todo o direito de manifestar a sua opinião?
Ele mente no raciocinio que faz?
Ou o anónimo também acha que este presidente da Câmara é intocável, ou que está isento de responsabilidades?
Seja tolerante que não lhe fica nada mal...

canário disse...

Eu fiz referência ao anonymous das 9,36 mas, aplicasse a todos que não queiram tratar deste assunto e outros com responsabilidade e respeito por assuntos sérios.
Eu deixava aqui uma proposta:

Vamos todos lançar ideias para melhorar as condições da nossa CIDADE?
Criticando o que está mal mas construtivamente.

Anónimo disse...

e os encapusados??? sabem de alguma coisa???

tou-de-volta disse...

Agora o Xico Lopes em meia dúzia de meses ia resolver os problemas que o PARTIDO SOCIALISTA deixou em Lamego. Calma, deixem o Homem trabalhar tranquilamente!

Anónimo disse...

Já lá está à um ano e meio e não fez nada.
Vamos esperar porquê ?

Anónimo disse...

LÁ VAI TAROUCA CANTANDO E RINDO...
O jornal LAMEGO HOJE nº.739 de 22/04/2004...Publicava o seguinte:RUAS NA VIZINHANÇA,.
Na constituição da ÁREA METROPOLITANA DE VISEU viveram-se momentos de algum desespero. Já estavam os concelhos todos inscritos, quando alguêm deu conta que faltavam 3.000 pessoas para atingiro minimo de população estabelecida na lei. Fernando Ruas lá teve que pegar no telefine e arranjar mais um concelho.
Após diversas tentativas eapurado diálogo negocial lá almejou o pretendido.
Agora em Viseu, por gracejo de vereração dize4m que RUAS é de facto" O TERROR DOS POVOS VIZINHOS" - Fim de citação.
Sr.Presidente da Câmara de Tarouca, está na hora de informar os Tarouquenses, quais os negócios que firmou com Fernando Ruas. (foram só pessoais?).
É certo que Tarouca tem uma população de cerca de 9.000 habitantes. Mas, diga, quais os 3.000 habitantes que tiveram beneficio com aqueles negócios.
Se não os divulgar, temos que concluir que o diálogo negocial, foi só pessoal e familiar. E não para 3.000 habitantes. CERTO... Ou errado.
Sua Reverendissima o Bispo de Lamego (Jacinto Botelho) que fez CAMPANHa a favor de Fernando Ruas(e sabe-se porquê) tem obrigação de vir esclarecer os Tarouquenses, quais as vantagens daquela adesão (ÁREA METROPOLITANA DE VISEU), bem como todo o CLERO dos concelos de Lamego e Tarouca.
O Reverendissimo Bispo de Lamego, nada tem feito por Lamego, pelo contrário???
Se O Reverendissimo, se acha com coragem, diga...o que Lamego beneficiou com a sua ajuda.
Ao Bispo de Lamego(politicamente falando) só o conheceram para aquele acto..
SAÚDADES, MUITO GRANDES de D.ERNESTO SENA DE OLIVEIRA, a quem Lamego muito deve.

Anónimo disse...

O analfebeto Mário, não sabe responder...
Pois se é analfebeto...
Parabéns.
Continúa.
Denuncia.
Provoca os politicos da PRAÇa.

Anónimo disse...

Ex.mos Senhores do Lamego em Foco:

Um tema a que gostaria de ver dado relevo neste blog e se possível com alguma persistência, dado tratar-se de um problema que é real, preocupa todos e a todos diz respeito, é a questão do desemprego no concelho de Lamego.

Mais do que ser abordado neste blog, é um assunto ao qual gostaria de ver os senhores autarcas dar a importância que merece.

Não basta dizer que se faz um pavilhão ou uma piscina, que se recupera o teatro ou as estradas em Lamego, se ao essêncial não se dá a devida importância.

O desemprego tem assolado a região de Lamego com um crescimento exponencial.

Apesar de ser uma realidade de que não é dada notícia, ou por falta de dados oficiais (o que revela um grande desinteresse por parte das autoridades competentes) ou porque quem que encontra na situação de desemprego não o associa directamente com a falta de empenhamento por parte dos orgãos autárquicos, a verdade é que o aumento do desemprego na nossa região (Lamego) é cada vez mais elevado

Há que perceber que a a criação de postos de trabalho na nossa região depende essencialmente do empenho e do investimento da nossa autarquia nesse sentido.

Se vivemos numa região onde o turismo é uma mais valia e para onde devemos canalizar parte do investimnento a realizar, a verdade é que ao fazê-lo sem que se invista também na industralização da nossa região bem podemos dizer que o investimento no turismo apenas beneficiam os turistas porque dele usufruem e alguns comerciantes (poucos).

Há que investir na industralização da nossa região (não só na hotelaria) criando as condições e dando os incentivos necessários para tal e exigindo aos beneficiários desses incentivos a criação de postos de trabalho, para que Lamego não venha a ser apenas uma região da qual só pode usufruir quem por cá passa, porque quem cá vive não tem possibilidades económicas e financeiras para manter um nível de vida digno por não ter um salário que o permita.

Pretendo apenas, neste momento, chamar à atenção de um problema que pode trazer consequências graves para Lamego, nomeadamente a sua desertificação.
É bem visível que a população de Lamego é uma população envelhecida e que cada vez mais os filhos de Lamego se veem forçados a abandonar a sua cidade natal sem qualquer expectativa de regresso pela falta de oportunidades de emprego.

Lançar o problema para a discussão é já um começo.
Os eleitos locais que tratem de tomar a sério esta questão e demonstrar que respeitam os lamecenses!

Anónimo disse...

Realmente...uma situação preocupante. E a palhaçada do cartaz da Páscoa não veio ajudar em nada esta situação.