segunda-feira, janeiro 02, 2006

SUBIU O PANO, PRIMEIRO ACTO...

E fez-se luz. O Teatro parece (finalmente) problema resolvido. Com um tacto que já fazia falta a Lamego, Francisco Lopes conseguiu negociar amigavelmente os 1/16 que faltavam à Câmara Municipal.


Francisco Lopes optou por gastar 300 mil euros na aquisição dos 1/16 que faltavam e recuperá-los nos mais de 2 milhões que euros em fundos comunitários.

As condições: Pagamento em 24 meses, 1º pagamento de 12500€ com a passagem imediata daquela parte para o município. Manutenção do nome "Teatro Ribeiro Conceição" e desistência das duas acções em tribunal pagando as custas inerentes.

Achamos excelente e só conseguimos fazer uma crítica, agrada-nos a ideia de conhecer os contornos da negociação, é um direito que faltava aos lamecenses, só temos pena que se saiba sempre em primeira mão por um jornal, o site da Câmara também existe para estas coisas...

15 comentários:

OBRIGADO disse...

O importante a meu ver é que agora,seja lá por quem for, sabe-se tudo em relação à NOSSA câmara, coisa que no passado era impensável.
Mas "prontos" o que importa é que o teatro RIBEIRO CONCEIÇÃO seja devolvido aos Lamecenses. Está de Parabéns o sr. Eng. Francisco Lopes e sua equipa.

cervejinha disse...

Esta também tá grande FOTO.
Deve ser do amigo do ANJOS, ele é que consegue este tipo de fotojornalismo.

E também merecia uma cervejola

Um abraço para todos

Anónimo disse...

Meus caros amigos:
O problema da propriedade do Teatro Ribeiro conceição está resolvido. Isso já não me preocupa. O que me preocupa é o dinheiro dos meus impostos que tão mal foi aplicado. Se o Sr. Presidente tivesse lido a lei da copriedade talvez tivesse encontrado uma solução que não pusesse em risco outros tantos investimentos mais necessários ao nosso concelho. Mas até admito que se tivesse deixado levar pelos seus "conselheiros"...
No entanto pergunto: se o Sr. Presidente está tão bem informado por que não optou pela expropriação por utilidade pública?
Não entrem mais nos meus bolsos.
Deixemo-nos de bajulices e exijamos por uma vez que os dinheiros públicos sejam devidamente aplicados
Só pergunto: qual é a autoridade moral que tem esses senhores que apoiaram o acordo do teatro para criticaram o Primeiro Ministro quando pretende um TGV ou um novo aeroporto?
Por favor, não me atirem mais poeira aos olhos.

P.O.C. disse...

Será que o anónimo não sabe que dependia da compra do tearto a vinda de MEIO MILHÃO DE CONTOS.

Ou seja se foi gasto 60.000 CONTOS, na compra do teatro acho eu, que sou leigo, o negócio (que tinha que ser feito antes de 31 de Dezembro caso contrário já não podíamos pedir o subsídio ao P.O.C.-programo operacional da) foi muito rentável para LAMEGO. cultura)

O ENGENHEIRO NÃO DORME

P.O.C. disse...

P.O.C. - PROGRAMA OPERACIONAL DA CULTURA

Pires disse...

Isso é verdade, se não fosse antes de 31 de Dezembro lá se ia (mais uma vez) um fundo comunitário...
Realmente foi muito caro, mas dado o atraso que todo o processo sofreu não havia outra hipotese.

Já existia a expropriação e já se arrastava há algum tempo com custos de tribunal que não devem ser pequenos, mas até agora nada tinha sido resolvido.

Há aqui um episodio que deve ficar registado, acho impressionante que o anterior presidente andasse a dizer que iria iniciar as obras no dia seguinte ás eleições, sabendo ele que não o podia fazer!!!
Enfim...

T.R.C, disse...

será que não deram conta que o palhaço do Ex.presidente gastou mais de60 mil contos no teatro e não fez nada durante 10 anos no T.R.C.são mesmo burros os palhaços que não querem ver isto... digo mais a cultura não tem preço...

demo-lidor disse...

Mas parece que o negócio não é tão linear como parece, aliás ouvi dizer que alguém "mamou" uma boa makia...!
E mais, fontes próximas da CML dizem que aquilo tá complicado que ninguém sabe o que faz por parte do executivo?
Será verdade?

À e já agora os toldes estão levantados porque o João Cortilheiro tava com calor ... ehehhe

DEMOLIDOR disse...

Tens mas é a mania que sabes tudo...Tu querias era demolir o Teatro de Lamego pra fazeres lá uma merda qq...!

Tem Juizo!
E DEMOLIDOR SOU EU!

demolidor sá há um disse...

Força DEMOLIDOR Verdadeiro eu tou contigo, vai-te a eles, mais não seja por ter sido eu a tirar a foto.

Nem o irmão do fragatas tira fotos com esta "colidade".

Anónimo disse...

Vai ser uma chatice. Afinal não era necessária a compra do edifício e deram 60 mil contos por 1/16 avos. Isto é o edificio todo vale 960 mil contos...
Se isto fosse um país a sério já estavam todos presos.
Razão tem o outro quando pergunta se houve comissão.

amo anonimos disse...

os ANÓNIMOS SÃO TODOS UMA DATA DE BURROS. QUEREM É QUE LAMEGO NÃO TENHA TEATRO.


MAS O AMIGO XICO QUER...


... E VAMOS TER!!

Anónimo disse...

Para amo anonimos said:
Eu sou burro mas como pão de ló. Tu como tens orelhas grandes, pescoço e focinho compridos, só comes palha!

Outsider disse...

Eu não sei se no novo teatro vai haver cinema, masse houver já estou a imaginar o romeiro filme- aqui fica a sugestão:
"COMO GASTAR 60 MIL CONTOS PARA DAR AIDEIA DE EFICÁCIA..."
Produção de um dos Cabrais e interpretação de outros merendeiros mais!...
ainda me vou encher de rir com a oprogramação do nosso tetaro quando aquilo for entregue as labregos que se andam a bater ao tacho!!! eh eh eh eh!!!

Anónimo disse...

Eu acho que o primeiro filme vai-se chamar:

COMO GOVERNAR UMA CIDADE EM 8 ANOS SEM FAZER OBRAS

Ou melhor:

COMO GASTAR TODO O DINHEIRO DE UMA CIDADE SEM FAZER OBRAS