sexta-feira, dezembro 29, 2006

POPULAÇÃO - INTERIOR PERDE PARA LITORAL

A coroa de Lisboa (com a Península de Setúbal), a coroa do Porto (com partes dos distritos de Braga e Aveiro) e o Algarve foram, nos últimos seis anos, as zonas do País que registaram maior crescimento demográfico. Segundo o Retrato Territorial de Portugal, do Instituto Nacional de Estatística (INE), o nosso país conta hoje com 10 569 milhões de habitantes, cerca de 200 mil mais do que em 2000.
Este crescimento resultou sobretudo da transferência de pessoas do Interior para o Litoral e da chegada de imigrantes. Na diferença entre nascimentos e óbitos o acréscimo no último ano foi de apenas mil pessoas. Hoje, as áreas de Lisboa e do Porto contam, cada, com perto de três milhões de habitantes e o Algarve caminha para o meio milhão.

OS QUE MAIS SUBIRAM
Os concelhos das coroas de Lisboa e Porto tiveram aumento elevado de população: Odivelas, Seixal, Sintra, Oeiras, Cascais, Maia, Valongo e Gaia. Crescimento alto verificou-se a Sul, em Lagoa, Albufeira, Setúbal, Sesimbra, Almada, Moita, Vila Franca de Xira e Mafra. A Norte ocorreu em Póvoa do Varzim, Braga, Famalicão, Trofa, Paços de Ferreira, Lousada, Gondomar, Feira e Matosinhos. Ílhavo, Câmara de Lobos e Santa Cruz também subiram.

OS QUE MAIS DESCERAM
As maiores quebras de população verificaram-se em grandes cidades: Lisboa, Porto, Coimbra e Funchal e nos concelhos do Litoral de Espinho, Amadora e Barreiro. Houve ainda quebras significativas de população em Portalegre, Mação, Abrantes, Alvaiázere, Castanheira de Pêra e Nazaré. No Vale do Douro foram atingidos por forte quebra populacional Cinfães, Baião, Lamego, Resende, Mesão Frio, Peso da Régua, Santa Marta de Penaguião e Tabuaço. FONTE: CORREIO DA MANHÃ

8 comentários:

faz-me rir disse...

Ó Cabral...
Todos te abandonaram...
Não tens outro remédio...
Fecha o tasco...

Manelinho disse...

Estes dados só mostram como têm sido as politicas dos governos centrais que desde o 25 de Abril têm investido sempre prioritariamente no litoral. Com a agravante do actual governo que para além disso ainda fecha todos os serviços que pode e os que não pode no interior!!
Eu pergunto, para quê?

wolf disse...

Afinal o Manelinho também sabe ver as coisas como elas são.

A culpa foi e vai continuar a ser das politicas governamentais erradas que só têm olhos para o litoral. Para juntar a tudo isso há ainda politicas, ou falta delas, erradas por quem gere os destinos destes municípios, não criando neles condições minimas de "conforto" para se cá viver.


Felizmente isso em Lamego já está a mudar, porque 16 anos depois já temos, voltamos a ter, um timoneiro que está a levar Lamego para o lugar de destaque que nunca deveria ter perdido.

Anónimo disse...

Ó wolf, és rão ingénuo!!!

Anónimo disse...

MAS TAMBÉM ÉS BURRO.

Anónimo disse...

Burro, mas pelos vistos com muito mais visão do que tu anonimo...

Anónimo disse...

Os burros não têm visão.

wolf disse...

ò SUA BESTA, fala das obras que foram feitas nos últimos anos. Isso é que os Lamecenses querem saber, onde param os MILHÕES, que vieram para Lamego. Ás tantas ainda te foram parar umas notitas ao bolso, e por isso, como estás a sentir a falta das mesmas,andas a gruinhir por todo o lado.

Ficas a saber, para falares comigo, fala-me SÓ DE OBRAS.