sexta-feira, janeiro 25, 2008

OBRAS DA 5 DE OUTUBRO

PCP de Lamego fala em obra desajustada em relação às actuais soluções técnicas e aponta dedo ao edil LamecenceO PCP de Lamego tem questionadp a autarquia pelos trabalhos de requalificação que foram efectuados na Avenida 5 de Outubro, por sinal uma das mais movimentadas da cidade de Lamego.

Os Comunistas dizem que o edil municipal sujeitou a cidade a vários meses de obras, pó, lama, confusão, incómodo e prejuízos inúmeros apara, no final, se ver uma obra “plena de deficiências, erros gritantes e soluções técnicas ultrapassadas”.

As críticas à obra fizeram-se ouvir pela voz do dirigente do PCP de Lamego/Tarouca, Adelino Mesquita, que referiu: “bastou uma chuvada para a avenida ficar transformada num rio”. Isto porque, segundo alega, há um deficiente escoamento das águas pluviais, tendo havido já necessidade de andar “uma semana a desentupir a rede de canais”.

O PCP sublinha que a obra é um “atentado á modernidade” e consideram-na “desajustada” em relação às actuais soluções técnicas que existem, já que falta, por exemplo, uma galeria subterrânea de apoio a serviços como àgua, gás, telecomunicações e electricidade.

Os dirigentes do PCP vão mesmo mais longe, chegando ao ponto de afirmar que, quando for necessário efectuar reparações será necessário “escavacar tudo”.FONTE: NOTÍCIAS DO DOURO

26 comentários:

Anónimo disse...

PESSOALMENTE JÁ TINHAMOS ALERTADO, POR DIVERSAS VEZES TODAS ESTAS FRAGILIDADES NAS OBRAS LEVADAS A CABO NA AV. 5 DE OUTUBRO.
SÓ UM CEGO É QUE NÃO VIA.

E ANDARAM 8 MESES A SACRIFICAR OS COMERCIANTES DA ZONA, OS MORADORES E OS LAMECENSES EM GERAL, QUE ERAM OBRIGADOS A FAZER ENORMES DESVIOS.

SÓ REALMENTE DESTA CAMARA.

LAMEGO SÓ TEM AQUILO QUE ESCOLHEU E JÁ ESTÁ PROVADO QUE ESCOLHEU MAL...MUITO MAL.

Anónimo disse...

este anonimo das 2:03 de certeza que é socialista as obras na avenida 5 de outubro estao mal feitas ou era melhor odesgaste provocado nos carros dos lamecenses com a antiga estrada? n vi o anterior executivo fazer nada para melhorar isso?? e mais as obras feitas têm uma garantia de alguns anos por parte do responsavel pela obra!!! deixem de criticar o que não tem criticas possiveis!!!!

Brun-u-ron disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Brun-u-ron disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Anónimo disse...

brun-u-ron como é k podes dizer k é imcompetência?...para alem disso nao te vejo a minima competencia para avaliares a obra...

Anónimo disse...

Ao anónimo das 4:32, esta tua afirmação de que as obras da 5 de outubro têm garantia, é digna de um animal de presépio. Deves pensar que é o mesmo que comprar casa ou um electrodomestico? Existe uma coisa chamada auto de recepção de obra, e no caso de a obra ter sido recepcionada, azar...
O pior de tudo é que já me disseram que a 5 de outubro vai ser aberta outra vez porque apresenta problemas no escoamento das águas pluviais. Esta é de artista. Por isso ó laranjadas, mete a viola no saco e dedica-te à guerrinha que a laranjada anda a arranjar pela luta do poleiro. Vê lá se não perdes o comboio e depois xuxas no dedo.

Anónimo disse...

Partidarites ao lado, é verdade é que a obra da 5 de Outubro ficou muito aquém do esperado, nem sequer está de acordo com o projecto apresentado. O piso não é lá grande coisa então a iluminação nem se fala. É claro que está melhor do que antes, mas a verdade é que as coisas tanto ficam caras por se fazer bem como por se fazer mal e neste caso...

Tenho pena, mas estou com a convicção que as obras da rotunda, em frente à Sópneus, não vão, também, lá ficar grande coisa. Não consigo9 sequer entender o custo/beneficio da mesma... se alguém souber que me explique como se fosse m uito burro.

Fiquem bem

desolado disse...

Caro anónimo das 4:32.
Essa da garantia faz-me rir. És leigo na matéria, não percebes patavina e por isso te desculpo.
Não era novidade para ninguém que aquela obra foi feita por incompetentes.
Foi aqui dito e redito.
Muito antes de levar o alcatrão e por duas vezes que choveu um bocadito, as tampas do saneamento andaram logo a bailar.
O pior de tudo, é que além dos transtornos que causou à população lamecense e não só, foi o dinheirão que ali foi gasto e que pertence a todos os lamecenses.
Em qualquer outro país, o presidente da Câmara já tinha sido chamado à responsabilidade.
Mas nesta terra de brandos costumes acontecem as coisas mais mirabolantes, sem que nada aconteça a quem erra.
Não sou partidário de nenhuma força politica, simplesmente cidadão lamecense, e tenho vergonha de saber que à frente dos destinos da minha terra grassa a incompetência.

Anónimo disse...

ao desolado e ao anonimo das 6:46 só lhes digo uma coisa dediquem-se a pesca porque de obras publicas percebem nada!!! quem não sabe não fala e aquela obra tem garantia porque ao contrario do que estas duas bestas pensam o presdente da CML n anda a brincar já o vosso deus(eurico ex presidente) andou a bricar durante 8 anos... alem de fazer aquela rotunda fernando amaral onde passa um esgoto no meioe o pavilhã de esquina onde chove la dentro por favor...

Anónimo disse...

brun-u-ron és grande....jocas

Anónimo disse...

brun-u-ron és mesmo grande! tens tanto de cabelo como de ignorância... jocas enormes

camarada disse...

Os nossos camaradas do PCP até já criticam as obras, e sabem porquê?

Porque será?

Porque já começa a haver obra para criticar! No passado estavam calados porquê?

Porque seria?

Porque não havia sequer o que criticar.

Anónimo disse...

Olha lá ó CAMARADA.......
No criticar é que está o ganho!!!
Será que a crítica também não é Democracia ? Crítica constructiva claro está!
E, por falar em crítica, já se esqueceram de que, para as obras efectuadas e a efectuar, boas ou más, já começamos todos a pagar...
Primeiro foi o IMI...para o máximo!
Depois,...a DERRAMA...não existia!
Agora,.......as alcavalas juntas à factura da água.....(mais uma tarifa de disponibilidade, o lixo para o dobro, o saneamento que até é efectuado pelos construtores à borliú, e onde raramente se mexe, etc, etc,...) apenas agravaram a facturação da água para um nível superior a 100%.
Cidade esta, pacífica e de brandos costumes, onde uns sugam o que podem e outros não se manifestam com medo.
Viva a Democracia e o legado que nos deixou o 25 de Abril!!!!

Anónimo disse...

Passamos a tecer algumas considerações, apenas orientadas para a superfície do arruamento, abstendo-nos de comentar as soluções técnicas encontradas para a introdução de tubagens para gás, electricidade, água, telecomunicações, etc.

1º O piso é de qualidade duvidosa e a aplicação do mesmo enferma de deficientes acabamentos, sendo evidente a excessiva rugosidade da camada desgastante, com sinais de esboroamento com tendência para se degradar a curto/médio prazo, prejudicada pela imperfeição dos contornos envolvendo as caixas técnicas e os sorvedouros de águas pluviais.

2º Os passeios apresentam-se demasiadamente elevados, ultrapassando, na maior parte do traçado, os 10 cm, que é a altura recomendável para este tipo de estrutura, daí resultando deficiente enquadramento estético e provocando desconforto para os peões, sobretudo para os mais idosos.

3º As rampas de acesso às passadeiras para peões são demasiado inclinadas, deixando adivinhar que pessoas com deficiente locomoção, como idosos e deficientes, poderão experimentar alguma insegurança e desconforto ao acederem a estas rampas.

4º O alargamento do passeio em frente ao denominado “prédio Almedina”, com a consequente eliminação dos lugares para estacionamento, não apresenta, no seu acabamento, elementos que justifiquem tal alteração, nomeadamente ao nível de mobiliário urbano ou de possíveis elementos decorativos, como árvores de pequeno porte ou floreiras.

5º Os modelos de candeeiros de iluminação que foram seleccionados pautam-se pela vulgaridade, verificando-se que a intensidade da luz é manifestamente insuficiente, desadequada e mal distribuída, notando-se, inclusivamente, zonas de sombra, nada condizente com a ideia de uma via citadina moderna, atractiva e funcional, frustrando as expectativas criadas, tendo em conta o anúncio e promessas amplamente divulgadas.

8º Como recomendações adicionais, e admitindo que as obras a concluir ainda possam corrigir algumas deficiências, sugeríamos que o executivo camarário revisse o sistema de iluminação; repusesse o gradeamento de segurança e protecção para peões no fundo desta avenida e procedesse à colocação de papeleiras.

Chico do Pinto disse...

Clap Clap Clap!

Brun-u-ron disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
anavicente disse...

O BEtinho do jornal do douro ficou em quarto lugar na candidatura para o Teatro Ribeiro da Conceicao

anavicente disse...

e pediu logo de seguida para lhe retirarem o nome... julgando que ninguem ia saber... Deu uma trabalheira ao juri que à pressa teve de retirar o nome das listas enviadas aos outros candidatos! Toca a imprimir tudo de novo...

Anónimo disse...

O anónimo da 1:37 fez um comentário bem elaborado, com a objectividade e a clareza que por vezes falta a quem por aqui reproduz as suas opiniões, e, só por isso, merece todo o meu respeito.

A verdade porém é que me recordo dos passeios retalhados a preto/branco com peças soltas que quando pisadas em dia de chuva nos molhavam os joelhos.

A verdade porém é que para passear um carrinho de bébé eram precisas duas pessoas. Todos os passeios eram obstáculos.

A verdade é que o piso estava tão degradado que era difícil encontrar um metro quadrado de alcatrão original.

A verdade também é que todas as tubagens estavam podres e obsoletas.

Concordo que a iluminação poderia ser melhor e concordo que se coloquem floreiras em frente ao almedina. Não concordo que se voltem a colocar aquelas protecções de gosto duvidoso.

Era uma obra necessária? sem dúvida.
Não se fizeram maravilhas? Não, não se fizeram.
Ficou bem melhor do que o que estava? Evidentemente.
Pode ser melhorado? Pode sempre.
O piso irregular incomoda? o anterior incomodava muito mais.
Os lamecenses estão satisfeitos? Estão.
Então o que interessa tudo o resto? NADA!

anavicente disse...

Por mera vaidade, o Betinho nao quis que ninguem soubesse que não foi o escolhido. Agora o XL que se cuide

Anónimo disse...

Anonimo 6:46 PM, Janeiro 28, 2008
e outros:

Todas as obras publicas têm garantia! Todas!
O auto de que falas é o Auto de recepção provisória, ou seja o Empreiteiro terá que dar garantia das obras executadas. Mais, existe uma caução normalmente de 5% que é dada ao Dono de Obra (neste caso CML) para o caso de o Empreiteiro não executar em boas condições a obra.

De resto, é óbvio que está muito melhor do que estava! e ainda bem que se fez esta obra, esta rua era uma vergonha como tantas outras que ainda são! No entanto, penso que o projecto é que não é excelente... Poderiam ter sido feitas outras coisas...

Anónimo disse...

Quer dizer que se gastou um dinheirão e a obra não agrada a ninguém.

Anónimo disse...

nao agrade aos k adorão Eurico António Almeida Santos o rei dos burrose ex presidente da Camara...

Anónimo disse...

ó anónimoda 1:58 !!!
cada palavra dois erros!!!
não há necessidade ...
procura uma escola de adultos...
e outra de boa educação...
ou é assim que tratas a tua familia ???

pacóvio disse...

As obras da 5 de Outobro são para esquecer.
Cometeram-se gafes a mais.
E tanto dinheirinho gasto.
Só nesta terra.

Anónimo disse...

Parece-nos que a própria Câmara já reconheceu que o produto final apresentado não era o que se esperava.Só lhes restam bater com a cabeça na parede e dizer " eu errei, eu errei, eu errei".