quarta-feira, janeiro 10, 2007

HABITAÇÃO SOCIAL

As famílias carenciadas de Lamego vão ter, até 2008, casa nova. A Câmara Municipal de Lamego e o Instituto Nacional de Habitação (INH) iniciaram a construção, em Janeiro de 2007, de um bloco de habitação social, composto por 46 fogos, na Quinta de Santo António. As novas residências destinam-se a famílias que, actualmente, vivem em más condições e a sua construção permitirá a erradicação de dezenas de casas abarracadas existentes na cidade de Lamego.
O Presidente da Câmara Municipal, Francisco Lopes, deslocou-se no dia 8 de Janeiro ao local para presidir à cerimónia de colocação da primeira pedra do novo equipamento sublinhando a aposta estruturante que a autarquia está a concretizar na área da acção social para proporcionar habitação condigna a famílias lamecenses de baixos recursos financeiros. As situações de grave carência habitacional foram identificadas no âmbito de um levantamento exaustivo levado a efeito pelo município de Lamego.

Por ordem de prioridade, as primeiras habitações vão ser ocupadas pelos moradores dos pré-fabricados, actualmente existentes na Quinta de S. António, junto da Adega Cooperativa de Lamego. Logo de seguida, serão realojados os moradores da Calçada da Guerra e, por último, os munícipes do degradado Bairro de Nazes, onde nascerá um novo bloco com 25 habitações sociais.

Recorde-se que o Bairro de Alvoraçães e o edifício do Bloco da Feira são os últimos exemplos de construção de habitação social na cidade de Lamego, mais nada foi feito nesta área deste então. A criação das novas casas destinas a famílias carenciadas constitui uma prioridade para o actual executivo da Câmara de Lamego que garante que será feita em harmonia e respeito pela integração com a comunidade envolvente.

Habitação a custos controlados

A Câmara Municipal de Lamego está, ainda, a preparar um processo de construção de habitação a custos controlados (CDH) destinados a um segmento da população que, apesar de não ser carenciada, tem dificuldade em aceder à aquisição de habitação a preços normais de mercado. Os CDH permitirão disponibilizar habitação de qualidade a baixo preço, aos jovens e pessoas de menores rendimentos. Um apartamento de tipologia T4 custará cerca de 60 mil euros. Prevê-se a construção de habitação a custos controlados na cidade de Lamego e em Cambres, a maior freguesia rural do concelho. FONTE: CML site oficial

20 comentários:

1143 disse...

Acredito que a intenção do Presidente seja boa,mas oferecer casas aos ciganos e a pessoas que têm audi à porta não me parece bem.
Enfim, é rendimentos minimos, subsidios, casas... esse pessoal não precissa de trabalhar por tudo lhes cai...
toca a pagar pra esses gajos

wolf disse...

Se bem me lembro houve um presidente que queria meter os ciganos em contentores e depois levantar um muro de dois metros para tapar a miséria. Este ao contrário cria habitação digna para os que habitam neste conselho, e são desfavorecidos.

Penso que esta politica é a mais acertada. Quanto a quem vai calhar uma casa ou não. Isto depois é assunto para discutir mais à frente.
Mas já se sabe que não é possível agradar a gregos e a troianos, mas importante é construir-se obra.

Anónimo disse...

Este pelo menos faz alguma coisa. Para já, vamos ver se continua, espero que sim.

Anónimo disse...

As casas não são de graça, e sempre é melhor dar casas do que dar dinheiro como os rendimentos minimos e outros!!

Anónimo disse...

PROMESSAS !!!!!

Anónimo disse...

Era fundamental criar mais habitação social em Lamego, é verdade que ao pé do hotel Lamego há barracas T6 de gente que só está lá porque quer! Mas não deixa de ser importante que se faça a sua integração noutras zonas "em harmonia e respeito pela integração com a comunidade envolvente". Os pré-fabricados com ar condicionado não dignificaram em nada quem para lá foi morar e muito menos a melhor zona da maior e melhor albergaria turística de Lamego, o Hotel Lamego. Quem sai do Hotel Lamego a pé e atravessa a estrada tem a sensação de estar em Cuba, no Brasil na Républica Dominicana ou em qualquer outro país do terceiro Mundo em que a pobreza e luxuria coabitam.
Integrar é fundamental mas é igualmente fundamental impedir que outros se apoiem no Estado e na Autarquia para um dia terem a sua casa caída do céu sem nunca terem trabalhado 1 minuto que fosse.

Anónimo disse...

aí estamos de acordo basta ver os mirandas. a avó é reformada os filhos vivem do rendimento mínimo a neta nada faz a não ser bisnetos (com 19 anos já cá estão 3) e o neto com bom cabedal tem horror ao trabalho. Tudo de unhas arranjadas à conta do pessoal sem necessidade sequer de trabalhar e agora com casinha nova???

Anónimo disse...

Até que enfim já se vê Lamego a bulir!!!

Anónimo disse...

porque será que os nossos amigos do contra estão tão caladinhos? será azia, ou estão a começar a recuperar de outubro de 2005

wolf disse...

Agora os lamecenses, já estão a começar o descobrir qual era a lista que tinha os "valores seguros".

Basta ver as obras a começarem a fervilhar, e os socialistas a começar a ficar MUITO preocupados, com a pobre da moutela. Para além de tentar denegrir a IMAGEM DE LAMEGO, e do seu presidente, ainda ninguém a viu a contribuir em NADA, para o bem estar dos LAMECENSES.
E os lamecense na hora de voltar a elegeR, XICO LOPES, não se vão esquecer das actitudes menos dignas tomadas por essa "senhora".

Anónimo disse...

amigos do contra??? era só 1! tinha era a mania de se fazer passar por muitos...paz à sua alma.

Anónimo disse...

és burro...

Anónimo disse...

vai dizer mal para o teu blog dromedário!

Anónimo disse...

Todos vos abandonaram.
Andais a falar sózinhos.
Imbecis!....

Anónimo disse...

Todos não! só tu! Claro, vocês não têm argumentos... Mas mesmo assim tu ainda cá vens...

Anónimo disse...

Fechai o tasco, ordinários...

Anónimo disse...

fechas o teu primeiro

wolf disse...

Então essa besta ainda vem cá de vez em quando mandar umas bocas? não lhe liguem, e mandem-no ZURRAR para o meiatreta.

Anónimo disse...

Fazes-me rir...

o ladrão do mercedes disse...

Diz o wolf : não se vão esquecer das actitudes menos dignas tomadas por essa "senhora".

actitudes ?????

continuas o cabra da escrita... e não tens vergonha...