sábado, outubro 14, 2006

PROPOSTA DE LEI DAS FINANÇAS LOCAIS

Depois das várias tentativas da maioria dos autarcas de forçarem o Governo a voltar atrás, e depois dos ataques da oposição, o executivo levou esta semana, à Assembleia da República, a proposta da nova Lei das Finanças Locais. O poder autárquico do distrito de Viseu, composto por 16 câmaras do PSD, quatro coligações PSD/CDS-PP e quatro do PS, está na sua maioria “revoltado” com a nova lei.
O aumento da desertificação que o Interior tem sido vítima, o impedimento de contratar novos trabalhadores, os benefícios dados aos concelhos mais populosos, o problema do endividamento e a “diminuição” da autonomia do poder local, são as principais críticas apontadas à proposta do executivo de José Sócrates. (...)
Ao contrário de Fernando Ruas que, com frequência, expressa a frase: “a saúde financeira de Viseu está bem e recomenda-se”, há muitos autarcas a braços com dificuldades em amortizar milhões de euros e que verão as contas complicadas com a entrada em vigor da nova Lei.
“No Concelho de Lamego, que está muito atrasado em termos de infraestruturas e equipamentos, afectará todas as áreas, nomeadamente as mais básicas como o abastecimento de água e saneamento, as acessibilidades, a requalificação urbana e os equipamentos elementares como biblioteca, piscinas cobertas e outros que ainda não existem”, desabafa o presidente da Câmara de Lamego, Francisco Lopes, para quem “a única vantagem desta lei seria a redução do défice público a partir do controlo do endividamento autárquico, o que não acontecerá porque o contributo do poder local para o défice público já é positivo”.(...)
FONTE: JORNAL DO CENTRO

11 comentários:

V - vingador disse...

Provavelmente se os municípios não fossem antros de corrupção o país estaria bem melhor de finanças. Ao contrario daquilo que o presidente da associação de municípios Fernando Ruas diz não existir, devia dar-se ao trabalho de provar o mesmo.

Todos sabemos que a falta de transparência nos actos administrativos é notória. As vinganças pessoais são mais que muitas, a falta de escrúpulos é evidente em todas as decisões municipais. Portanto para se ser honesto não basta parecer, tem de ser transparente e não esconder nada a ninguém:

Por isso espero que um dia o castigo desta gentinha reles e mesquinha seja severo.

Anónimo disse...

O CHIQUINHO QUERIA ERA MAIS E MAIS EUROS PARA GASTAR EM FESTANÇAS, PORCOS, VISITAS A ESPANHA ....

corta a direito disse...

Para que querem as Câmaras do distrito de Viseu, ligadas ao PSD e CDS mais dinheiro?

Para o gastarem em almoços e jantares?
Para andarem a festejar aniversários da vergonha?

Para aumentarem os ordenados dos presidentes e respectivos capangas?

Para pagar as dividas dos amigos?

As verbas haviam de ser reduzidas a 50% às Câmaras que estragarem dinheiro como a de Lamego.

Anónimo disse...

Estimados Lamecenses, caros concidadãos, mais uma vez tenho a ousadia de levantar aqui algumas questões e responda-me quem souber, se é que alguém sabe:
1º- Expodouro - volvidos quase 20 anos desde a sua primeira edição, e após as últimas edições que foram por demais deprimentes e redutoras do verdadeiro potencial económico e turístico de todo o Douro Sul, que atitude a Organização deveria tomar:
a) Reformular e relançar;
b) Passar a bianual e reformular;
c) Não Realizar.

2º- Sabiam que apesar do Sr. Professor José António Almeida Santos, anterior Presidente da Câmara anunciar por diversas vezes que o Concelho de Lamego estava coberto,quase a 100%, pela rede de distribuição de água e saneamento básico, isso é mentira e VERDADE VERDADINHA, é que em pleno século XXI D.C., existem muitas habitações que ainda não usufruem "desse LUXO básico", inclusivé bem junto aos Paços de Concelho de Lamego, e referimo-nos a algumas Habitações da Rua da Seara!...Que pensa fazer o actual executivo?!...
3º- Não acham lastimoso o estado do pavimento da Av. 5 de Outubro, artéria por onde circulam cerca de 90 e tal % dos veículos que entram e saiem de Lamego!... Para quando a sua total repavimentação?
4º- Já que este executivo anda a fazer obras no Cemitério de Santa Cruz, questiona-mos, para quando a sua ampliação?Obra no nosso entender à muito necessitada?
Bem Concidãdãos, por hoje é tudo e sabemos que mais uma vez muitos discordaram da nossa opinião, mas muitos mais são aqueles que a subscrevem. Tenho dito!...

wolf disse...

ACTA DE 4 DE JULHO C.M.L.

Cemitérios da Santa Cruz e Cruz Alta
Os processos de ampliação dos cemitérios de Santa Cruz e da Cruz Alta não foram suspensos. Em relação a Santa Cruz a única diligencia que estava em curso era a aquisição do terreno para ampliação, tendo o proprietário do terreno confinante recusado a proposta de aquisição feita pela Câmara. De facto, respondendo à proposta da Câmara, colocou como condição para a venda que a Câmara procedesse à compra, pelo mesmo valor unitário que o terreno destinado ao cemitério, de cerca de 700 m2 de terreno onde há cerca de 20 anos estão construídos dois reservatórios de água.

se ler as actas está lá tudo, mas não, vem para aqui fazer perguntas em vez de ler as respostas...

wolf disse...

SITE da c.m.l.

Sobre os trabalhos de pavimentação de diversas acessibilidades da cidade de Lamego, o Presidente da Câmara Municipal, Francisco Lopes, afirma: “O conjunto destas intervenções enquadra-se no programa de reabilitação e melhoramento das estradas do município que esta autarquia está a promover, com prioridade para as estradas que se encontram degradadas e asseguram as ligações no interior do concelho. Procuramos deste modo aumentar os índices de conforto e de segurança dos automobilistas. No futuro, vamos continuar a aumentar o investimento nesta área com o objectivo de melhorar a qualidade de vida dos lamecenses”.A avenida 5 de Outubro será também em breve pavimentada, com já vem a acontecer com outas artérias.


TÁ A VER, TA TUDO A ROLAR MUITO BEM.

Anónimo disse...

Cada amostra de obra... uma tainada.

Eh.Eh.Eh.

Anónimo disse...

Este Wolf é o Fernando Cabral...

Anónimo disse...

Este Wolf é o Fernando Cabral...

Anónimo disse...

Muito sinceramente agradeçemos as duas respostas, mas, continuamos sem saber para quando a ampliação do cemitério de Santa Cruz, porque no concerne ao proprietário do terreno, já à muito éramos conhecedores da sua posição!...Mas continuamos sem resposta para a resolução do problema!...Damos um conselho, e porque não construir um novo Cemitério no perímetro da Junta de Freguesia da Sé, devidamente equipado com as infra-estruturas de apoio e prevendo possíveis necessidades de ampliação daqui a vinte e tal anos...No nosso entender," não podemos ter só a cabeça para separar as orelhas!...", desculpem-nos a ousadia do comentário anterior, mas é só para darmos um "puxão de orelhas ao autor(es) da resposta, é que não basta dizer alguma coisa, é necessário saber do que se fala e apresnetar soluções para os problemas, com cabeça, tronco e membros, que os munícepes apresentam!...Para além disso, não podemos actuar conforme os "Caprichos e interesses particulares" pretendem, mas acima de tudo e de uma vez por todas quem envereda por ocupar um lugar público, deve de facto servir a causa pública de forma rigorosa.
Em relação à pavimnentação da Av. 5 de Outubro, a questão que formulamos era muito precisa e baseava-se num ponto essencial que temos a amabilidade de reproduzir em maiúsculas PARA QUANDO A SUA %REPAVIMENTAÇÃO? - Responda quem souber!...
Espanta-nos ainda o facto de o autor(es) da resposta terem ignorado as outras duas questões que formulamos!...Mas entendemos quem não sabe ou não tem opinião, não se deve pronunciar sem se documentar/informar!...Ficamos à espera de resposta!...Tenho dito, com aquele abraço Amigo, mas jamais se esqueçam, não queremos prejudicar Lamego nem os Lamecenses, esqueçam as guerrinhas particulares, deixem de olhar para o vosso umbigo e recoloquem Lamego no Mapa!...

Anónimo disse...

Era uma vez uma cobra que começou a perseguir um pirilampo que só vivia para
brilhar.
Ele fugia rápido com medo da feroz predadora e a cobra nem pensava em
desistir.
Fugiu um dia e ela não desistia, dois dias e nada.
No terceiro dia, já sem forças, o pirilampo parou e disse à cobra:
- Posso fazer três perguntas?
- Podes. Não costumo abrir esse precedente para ninguém mas já que te vou
comer, podes perguntar.
- Pertenço à tua cadeia alimentar?
- Não.
- Fiz-te alguma coisa?
- Não.
- Então porque é que me queres comer?

- PORQUE NÃO SUPORTO VER-TE BRILHAR!!!
Este é dedicado aos CABRAS que não brilham mas apenas são as cobras deste burgo!