quarta-feira, julho 12, 2006

FRUTOS DA TERRA

Uma ideia excelente que nos prova que há qualidade e mercado para os produtos de Lamego, só falta apostar forte e incentivar quem queira apostar no que de bom se faz nesta região.

A Frutos da Terra aposta nos sabores tradicionais, e graças a eles, é quase possível dar uma volta inteira por Portugal, sem se sair desta loja, aberta no Porto por Ana Cláudia e Paulo Gonçalves. «O que nos diferencia de outras lojas gourmet nesta cidade é a grande oferta de produtos nacionais, apesar de também termos alguns estrangeiros. Sempre visitámos muitas feiras, de norte a sul do país, e por isso achámos interessante mostrar o que Portugal tem de melhor», explica a proprietária. Enquanto Paulo trata da área de imagem e comunicação, Cláudia está sempre na loja para atender e orientar os clientes. O estabelecimento tem produtos fixos, mas recebe também artigos específicos, em diferentes dias da semana. Às terças e quintas há delícias de Lamego (bôlas, pão de azeite e biscoitos da Teixeira), às quartas, doçaria de Viseu (Bolinhol), e, às sextas, são estrelas o requeijão de Seia, o pão de centeio e trigo de Gimonde e ainda os folares e bôlas de carne transmontanos. «O negócio está a correr bem, mas queremos fazer tudo com calma. Mais tarde, tencionamos expandir a loja e apostar num espaço onde os clientes possam degustar os produtos que vendemos».

61 comentários:

Anónimo disse...

Estou-me marinbando para os frutos da terra.
Quem quer publicidade paga-a.
O que eu queria saber era a razão pela qual o Amândio não esteve presente na cerimónia de abertura da Expodouro.
Informem-me por favor...

Anónimo disse...

Eu estive e tenho que confessar que o discurso do XL foi uma m...
O que eu não posso admitir é que não tenha sido respeitado o protocolo.
Então o Calotes não sabe que o convidado oficial é o último a falar?! E não sabe ainda que é esse mesmo convidado que deve cortar a fita!!!
Mas aí a culpa já não foi do Calotes, mas antes do Garcia e do Barreto que representavam a estrutura.

estás em todas disse...

É curioso anónimo como estás sempre em todas, trabalhas na câmara mas só falas mal do teu patrão...depois admiras-te que te cortem a internet...é assim que arranjas umas historietas para o teu blog?

JosePedroSilva disse...

Voçes em vez de falar do assunto do post, não! falam antes de conversas da treta...
Quanto ao assunto em causa: Frutos da Terra, é uma excelente ideia e q muito me apraz. Assim, os portuenses e demais estrangeiros degustam as delicias dos nossos frutos. E aproveita-se para promover e divulgar os frutos de Lamego e não só....

Anónimo disse...

Para:
estás em todas disse...
Bem se vê que és fraco observador!
Nem ao menos reparaste que às horas a que publiquei o meu comentário não podia estar na câmara!
Só se eu for o calotes... Esse sim tem as chaves e pode lá ir até a altas horas da noite.
Como vês estás enganado pois eu até nem trabalho...
Tu deves ser como as regateiras da Régua que dizem: "Chama-me p. antes que eute chame a ti!"

Anónimo disse...

Ó Josepedro silva, continuo a dizer que quem quer publicidade, paga-a.
Já agora diz-me que produtos de Lamego são lá vendidos já que eu sou industrial e até agora ninguém me contactou para lá pôr produtos!
Se calhar até sei a razão: continua a haver discriminação.`´E só para os amigos.Para alguns...

http://lamegoverde.blog.com disse...

http://lamegoverde.blog.com


http://lamegoverde.blog.com



http://lamegoverde.blog.com

VEM DEBATER EM:

http://lamegoverde.blog.com

ASSUNTO: FUTEBOL, SPORTING CLUBE DE LAMEGO, QUE FUTURO?
VEM AO DEBATE, DÁ A TUA OPINIÃO EM:
http://lamegoverde.blog.com



http://lamegoverde.blog.com



http://lamegoverde.blog.com

Anónimo disse...

Anonymous said...
"Ó Josepedro silva, continuo a dizer que quem quer publicidade, paga-a.
Já agora diz-me que produtos de Lamego são lá vendidos já que eu sou industrial e até agora ninguém me contactou para lá pôr produtos!
Se calhar até sei a razão: continua a haver discriminação.`´E só para os amigos.Para alguns... "

Se lesses o post ao invés de vires para aqui só para falar mal de quem democraticamente tirou o teu chefe do poleiro, terias visto a resposta à tua pergunta...

Já agora eu também queria saber porque é que o teu chefe só tenta armar confusões, meter veneno e atrasar tudo o mais que puder!? Basta ver as actas de reunião de câmara em que ele está presente!? A sério, dê uma olhadela na página da câmara. É de rir!

Anónimo disse...

Outra coisa, os industriais a sério não esperam ser contactados... Vão á luta! Isso nunca vais aprender com o teu chefe!

Obras!? disse...

Recentemente li esta coisa fantástica num jornal de certeza apolítico, e como conheço muito bem Lamego achei que deveria comentar, independentemente das politiquices:

“os vereadores do PS, querem ser informados das razões da suspensão das obras da praça 15 de Março (iniciada pelo anterior executivo),”

Onde é que está o inicio da obra? Não será preciso primeiro comprar ou expropriar os terrenos para fazer a obra!? É que não se pode fazer obras nos terrenos dos outros…

“do não agendamento, até à data, para reunião de Câmara, da abertura de concurso para as obras de beneficiação e requalificação das avenidas 5 de Outubro, Afonso Henriques (Recauchutagem Lameca - Adega Cooperativa) e Egas Moniz (Igreja do Desterro - Rotunda da A 24) para as quais haviam sido garantidos os respectivos projectos e financiamentos (com fundos comunitários), pelo anterior executivo”

Esta é a melhor, então não é que em 8 anos ninguém viu nem obras nem projectos, mas afinal estava tudo já preparado! Até já havia o dinheiro! Mais um ou dois mês com o anterior executivo e de certeza que todas estas obras iam arrancar! Tal como aconteceu com o Teatro!

Já agora pergunto eu, se já havia projectos e dinheiro para alargar para avenida (Recauchutagem Lameca - Adega Cooperativa) e a (Igreja do Desterro - Rotunda da A 24) por onde é que iam passar estas avenidas? Pois aqueles prédios que o anterior executivo permitiu e licenciou em cima das estradas não deixaram espaço!?

Quem será que querem enganar?

Anónimo disse...

É pá...
Tanta asneira junta.........

Anónimo disse...

Pois, certo, certo é que nada foi feito... E que agora está tudo por fazer... Quem paga são os lamecenses!

Anónimo disse...

Tens razão, quem paga são os lamecenses.
Vão pagar mais 60.000 euros por um novo Mercedes que esta Câmara fez desaparecer, misteriosamente.
Se tu és uma pessoa séria, diz o que foi feito do nosso Mercedes

fercab disse...

Lamego em foco, responde ao anónimo das 09:02, ou então não és um homem sério.

Eu sei que tu sabes o que foi feito do nosso Mercedes.

Vão ser roubados mais 60.000 euros aos lamecenses, para comprar novo Mercedes para servir de táxi ao presidente da Câmara, e para transportar a cambada para os corrumbas.

Concordas, não é verdade???

Anónimo disse...

Desisto...vou embora de Lamego estou farto de ver tantos ladrões e tanta cunha.
Foda-se Lamego daqui a 500 anos estará pior que hoje.
Fiquem os tolos.

Anónimo disse...

Para tirar dúvidas: A resposta do Sr. Presidente ao Sr. Vereador do PS, retirada da acta de reunião de 4/7/06 da pagina da câmara:

“A obra de requalificação da rua 15 de Março estava a ser parcialmente executada
em terrenos privados, o que se considera inadmissível. Até esse assunto estar
resolvido não será executada a parte da obra correspondente. Se a posse dos
terrenos não for obtida em prazo razoável, será levada a reunião de Câmara a
proposta de suspensão definitiva da obra e resolução do respectivo contrato. Esta
situação foi claramente e repetidamente discutida em reunião de câmara e só o
desinteresse e falta de respeito do Sr. Vereador José António Santos por esta
Câmara o leva a colocar esta questão em requerimento.”

“Relativamente às diversas obras sobre as quais o Sr. Vereador pede informação,
refere-se que também estes assuntos já foram discutidos e informados em reunião
de Câmara, o que aqui se repete: Esses concursos não foram abertos porque os
respectivos projectos não estavam prontos para serem lançados a concurso. No
caso da Av. D. Afonso Henriques a solução escolhida estava orçamentada em
4.800.000€, ou seja, custava mais dinheiro do que o disponível no protocolo com as
Estradas de Portugal celebrado em Janeiro de 2005. Não seria admissível que se
gastasse quase um milhão de contos em 2 km de via. O projecto está a ser sujeito
ao necessário emagrecimento para ser exequível, devendo a nova estimativa
orçamental rondar 3.600.000€ e ser brevemente lançado a concurso. Esta
preocupação de contenção e rigor é necessária, porque este executivo municipal
paga as suas dívidas e as do anterior executivo.”

“Quanto à Av. Egas Moniz não há sequer projecto. Uma espécie de projecto foi apresentado pela empresa VHM por encomenda do E. Leclerc. Não se percebe se este projecto foi contrapartida pelo licenciamento do E. Leclerc ou se foi contrapartida por o E. Leclerc ter sido licenciado sem contrapartidas. O que se verifica é que o projectista VHM não entrega o projecto e para chegar ao seu contacto é necessário recorrer sempre à
intermediação do E. Leclerc. Para ultrapassar esta dificuldade ordenei ao
departamento técnico a preparação de um concurso de concepção/projecto e
construção a abrir na próxima reunião de Câmara.”

“Como se constata do anteriormente exposto, numa única questão o sr. Vereador profere duas afirmações falsas: a primeira a de que deixou projectos; Não é verdade, deixou um projecto inexequível técnica e financeiramente e nada mais; a segunda, a de que deixou financiamento assegurado para estas obras. É igualmente falso. A candidatura à medida 3.15, apresentada no seguimento do protocolo com o Instituto de Estradas de Portugal,
prevê um financiamento de cerca de 4.585.000€, estando a obra da Av. D. Afonso
Henriques estimada em montante superior, a Egas Moniz estimada em cerca de
1.000.000€, a estrada de S. Geão ao Relógio de Sol em cerca de 600.000€ e o
túnel sob o escadório dos remédios em cerca de 2.500.000€, totalizando
8.900.000€; se considerarmos que os fundos comunitários financiarão o projecto
aprovado em 2.521.000€, questiona-se como pode o Sr. Vereador considerar que
obras no valor de 8.900.000€ se consideram financiadas com fundos comunitários
no valor de 2.521.000€? Se considerarmos que as obras com candidaturas
homologadas antes de Junho de 2005, que é o caso, não podem recorrer ao crédito
bancário sem contar para a capacidade de endividamento e que o plafond de
endividamento da Câmara no valor de 1.100.000€, claramente se vê que não é
possível financiar os 6.700.000€ de contrapartida municipal com o esquema de
financiamento previsto pelo anterior executivo. Temos forçosamente que concluir e
lamentar, que o sr. Vereador José António Almeida Santos profira tais afirmações.”

Anónimo disse...

Pois é, muito paleio, mas a verdade é uma! Aqui se vê o que foi feito nos últimos anos!!!

Anónimo disse...

Que vergonha...

Anónimo disse...

O Xico Lopes mandou o lacaio do Paulinho dos Hospitais responder, só que devido à sua incompetência, baralha tudo e nada diz.
Todos sabemos que mais uma vez a cambada tenta deitar poeira nos olhos dos lamacenses, mas eles já não vão nesse palavriado.
Tratai-vos

Anónimo disse...

Então andavam a dizer que o ex deixou projectos e dinheiro para obras (não dizem que deixou obras porque toda a gente vê que não deixou) e afinal não há dinheiro nem projectos...
Afinal só havia anuncios para obras em terrenos privados...
Enfim..

Anónimo disse...

Então de quem era o dinheiro gasto nas merendolas, na viagem da TéTé à Áustria, no Mercedes que aí vem, e tantas outras.
Ái agora também já têm uma máquina de fabricar notas.

Anónimo disse...

Ainda temos que andar a gastar dinheiro com obras que deveriam ter sido feitas á anos:

" A capacidade de reserva estratégica de água para abastecimento público à cidade de Lamego, durante este Verão, será, pelo menos, o dobro da registada em anos anteriores. A duplicação do armazenamento de água foi possível após a Câmara Municipal de Lamego ter avançado, atempadamente, com as obras de recuperação dos açudes do rio Balsemão. Deste modo, está salvaguardado o abastecimento de água à cidade durante os meses de seca, mesmo perante a ocorrência de elevadas temperaturas.
A intervenção no rio Balsemão incidiu na reconstrução de cinco açudes que se encontravam em avançado estado de degradação e que por esta razão não cumpriam os fins para os quais foram construídos. Os açudes situam-se ao longo do leito do rio, desde o Lugar do Sardinho, freguesia de Magueija, até ao Lugar da Fraga, freguesia de Penude."

Mais uma...

Anónimo disse...

Afinal esta genta não anda só nas tainadas...

Também fabrica areia para deitar nos olhos dos lamacenses.

A única coisa que fizesteis foi a pista dos burros e cavalos do 3 de Maio.

Mais nada...

Anónimo disse...

Lê melhor o post anterior, se souberes ler, pois com essa cegueira...

Já agora, lê também este: 11:03 PM, Julho 23, 2006,

Vocês dão mesmo vontade de rir, só é pena que tenham atrasado Lamego e não outra terra qualquer...

Anónimo disse...

Farto de ler babuseiras e aldrabices estou eu nesta blog.
Mas alguém acredita no que escreveis???
Então não temos olhos para ver a realidade?
Nem daqui por 100 anos fazeis metade do que fizeram os executivos do PS.
E note-se que eu não sou nem nunca fui do PS.
Talvez um dia, deixe de votar nos laralginhas.

GILÓ disse...

Ó CABRAL...

NÃO DIGAS ASNEIRAS...

JÁ TE CONHECEMOS DE GINJEIRA.

VAI METER FARPAS PARA OUTRO LADO...

Anónimo disse...

Podes sempre ir para outro blog, o do teu chefe, ainda ficas é mais fora da realidade, no sonho de que se fez muuuuito por Lamego nos últimos anos...
uma rotunda e um pavilhão! Ou seja para fazer metade basta fazer uma rotunda! Ou um pavilhão! tristes, qualquer vilareca de trás-os-montes fez mais obras!
Dá uma volta fora de Lamego e depois vem conversar!

Anónimo disse...

ah, eu tamb´em não sou do PSD e qualquer dia ainda deixo de votar nos rosinhas...

é só para rir disse...

Por acaso sabes quem pagou a ida do presidente ao Brasil para almoçar???

O Dinheiro saíu do mesmo saco que pagou as férias da TéTé???

E aquela do ar condicionado para o gabinete do presidente e do caloteiro do Pinto???

E os outros funcionários não têm direito???

Mas a melhor de todas é aquela do Dr. Silvestre Conde, ser o advogado do PS contra a Camara PSD/CDS.

Deixa-me rir....

Oxalá a cambada esteja por lá mais um tempito para a gente se rir...

pito de aviário disse...

O Cabral está a ficar muito parecido com o Fra(n)gueiro...

Ás vezes já nem os distingo.

PERGUNTADOR disse...

ESSA COISA DA ÁGUA NÃO SERÁ O XICO A METER ÁGUA MAIS UMA VEZ????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????

Anónimo disse...

Há umas semansa atrás tive ocasião de alertar os leitores deste blog para falta de humanismo de alguns enfermeiros(as) e de certos elementos do pessoal auxiliAR DO do nosso hospital. nA ALTURA ATÉ APELEI A ESSA ASSOCIAÇÃO(?)que se manifestou a favor da maternidade bem como ao conselho de administração para fiscalizarem o serviço dos elementos atrás referidos. Pois bem hoje tive a oportunidade de assistir a mais um caso de falta de humanismo, melhor, de caridade, na medicina homens: um doente que não podia comer e pediu uma almofada foi unica e simplesmente ignorado. Foi preciso uma voluntária dar-lhe a comida e insistir com a auxiliar para o pedido do doente ser atendido!
E somos nós que lutamos por um novo hospital?!
Sr. Director já é tempo de correr com os mercenários do "seu" hospital. Imponha-se e obrigue-os a cumprir as suas obrigações.

Anónimo disse...

Acho curioso ver tantos preocupados e tão poucos a apontar o dedo ao Grande Investimento do mandato anterior...um Mercedes de 12000 contos com seguro contra todos os riscos. Ou a regatearem a oferta do Ford Mondeo à APITIL. Isso sim é gerir dinheiros publicos. Acabou o "Quem cá ficar que o ganhe"!

olho vivo disse...

Sabem que os bilhetes para o espectáculo que o Fernando Pereira vai realizar na RÉGUA,estão `
á venda na Camara de Lamego, Gabinete do Presidente ???

E esta... hem ???????????????

Ferrari disse...

Na TVI, recentemente mostrou um conjunto de Ferraris de proprietários portugueses, referindo as origens de alguns deles e Lamego foi falado. Como só conheço um proprietário de um Ferrari em Lamego, o conhecido Nuno da TekMak, é caso para dizer, atendendo a que o negócio dele é vender telemóveis, que os telemóveis do Nuno não apanham pó na prateleira…

Anónimo disse...

Por acaso estás enganado, esse não é o unico ferrari ca em Lamego...

obreiro disse...

Pois há oitro na AEL- E pelo que sei tá pago.

Mas voltando ao que interessa:

Lamego agora não vai parar, esta terra vai fervilhar de OBRAS por tudo o que é sítio.

Eu sei que muitos queríam que Lamego continuasse parada no tempo mas tal não vai acontecer, e as PRÓXIMAS ELEIÇÕES JÁ ERAM...

LÁ VAI CONTINUAR O PINTO E O XICO LOPES...

... POIS É ELES FAZEM OBRA, E OS LAMECENSES QUEREM É OBRAAAAAAAA...



MAIS NADA!

só não vê... disse...

até já temos 1 (um) parque infantil que nem 1 (um) tinhamos!

obreiro disse...

E diga-se que é um dos melhores do país.

AGORA Lamego encontrou o TIMONEIRO certo para nos levar para a frente... e não para nos deixar atrás como era timbre de quem esteve no PODER nestes últimos 16 ANOS, É VERDADE 16 ANOS quem diria...

Anónimo disse...

Falta fazer muita coisa que não foi feita nos últimos anos, aliás, falta fazer praticamente tudo. Esperemos que o novo executivo perceba isso e trabalhe, como parece ser o caso, pois brevemente vão aparecer algumas obras necessárias e estão outras em preparação.

faz-me rir disse...

Vê lá se este presidente "OBRA" demais para ti.

avisador disse...

Ao obreiro said da 01:32.

Lamego precisa de um presidente da Câmara e não de um timoneiro.
Esses são para conduzir barcos que por vezes metem muita água....
Vê se arranjas um tipo para presidente da Câmara, que é disso que Lamego precisa.
Quanto às anedotas que tu contas sobre as obras, nem o Fernando do levanta-te e ri, contaria melhor.
Se forem iguais às feitas nestes 9 meses.
Onde é que esta Câmara tem tempo para pensar em obras se tem que pensar nas merendolas, nos passeios de Mercedes, nos favores aos amigos caloteiros, sim porque tu sabes melhor que ninguém a quantidade desta gente que esté lá metida !!!
Aconcelho-te, que para não vires a sofrer dissabores, tu e o teu amigo fra(n)gueiro, que não digas disparates, pois todos sabemos da incapacidade deste executivo.
Eles que se ponham a pau e que pensem na embrulhada em que está metido o presidente da Câmara de Lisboa...........

Anónimo disse...

heheh, vocês cada vez mais me dão vontade de rir...
Quando é que abrem os olhos? Lamego está igualzinho ao que era à 16 anos atrás! Onde é que vocês andaram nesses anos todos!?
Aguarda mais uns meses e vais ver os dissabores que vais ter quando começarem a aprecer obras a sério!

Anónimo disse...

Estão a ser preparadas...

EU É QUE SEI disse...

A Camara de Lamego está a saque!!!!
Apareça uma auditoria, URGENTEMENTE!!!

Anónimo disse...

EM MENOS DE 9 MESES O DEFICET DA CÂMARA AGRAVOU-ME EM CENTENAS DE MILHARES DE EUROS.

ONDE ISTO VAI PARAR....

Anónimo disse...

CENTENAS DE MILHARES DE EUROS? e como é que foi isso? A quem pediram dinheiro? a ti? ao banco não foi pois não? daaahhhh!

Anónimo disse...

esta malta da oposição diz cada coisa para tapar os olhos à malta...ou são contabilistas especiais infiltrados ou pensam ter informadores com máquina de calcular incorporadas nas unhas. não há pachorra!

Anónimo disse...

Venha uma auditoria urgente.
Também concordo.....

avisador disse...

Ó Cabral, pede ao Fragueiro que te dê ideias para um novo blog. Este já está ultrapassado, já cheira mal...

Anónimo disse...

Eu também acho que deveria auditoria para ver para onde foi o dinheiro dos últimos 8 anos, pois como facilmente se pode constatar não foi gasto em obras...

Anónimo disse...

Ó anónimo das10:06 de 26/7:
não percebes nada disto.Para aumentar o defiet não é preciso pedir dinheiro emprestado, basta contrair dívidas sem correspondentes créditos.
Aprende que eu não duro sempre...
És o exemplo da ignorância que grassa nesta câmara.

anónimo das10:06 de 26/7 disse...

Então explica-nos lá as tuas contas, quanto se endividou, como se endividou e porque se endividou...
E amigo se contraiu dívida teve crédito, ok? Se o liquidar deixa de ser um crédito, mas tu serás sempre um ignorante...

vígaro cá, vígaro lá disse...

Ao anónimo das 12:31.

Essa auditoria já veio e nada detectou de anormal.

O teu amigo coveiro de Lamego é que escondeu o relatório da auditoria, convencido que ninguém sabia do resultado.

Já te dissa, mais que uma vez, que nos dois anteriores executivos, só havia gente séria e honesta.
E neste é o que tu sabes. Foram escolhidos a dedo na escumalha de Lamego e Régua.

Era melhor que estivesses calado e não defendesses os vígaros, que toda a gente conhece em Lamego, a não ser que tu também sejas um deles...

Anónimo disse...

A auditoria veio e detectou cerca de 26 milhões de euros de divida.
A questão a meu ver nem é essa divida, que não sendo pequena também não é grande quando comparada com a de outros municipios. A questão é o que é que foi feito com esse dinheiro, pois se não houve obras nos últimos anos!! Como é possivel ele ter sido gasto e Lamego em materia de obras municipais está praticamente igual ao que era à 20 anos!!

Anónimo disse...

Recentemente li esta coisa fantástica num jornal de certeza apolítico, e como conheço muito bem Lamego achei que deveria comentar, independentemente das politiquices:

“os vereadores do PS, querem ser informados das razões da suspensão das obras da praça 15 de Março (iniciada pelo anterior executivo),”

Onde é que está o inicio da obra? Não será preciso primeiro comprar ou expropriar os terrenos para fazer a obra!? É que não se pode fazer obras nos terrenos dos outros…

“do não agendamento, até à data, para reunião de Câmara, da abertura de concurso para as obras de beneficiação e requalificação das avenidas 5 de Outubro, Afonso Henriques (Recauchutagem Lameca - Adega Cooperativa) e Egas Moniz (Igreja do Desterro - Rotunda da A 24) para as quais haviam sido garantidos os respectivos projectos e financiamentos (com fundos comunitários), pelo anterior executivo”

Esta é a melhor, então não é que em 8 anos ninguém viu nem obras nem projectos, mas afinal estava tudo já preparado! Até já havia o dinheiro! Mais um ou dois mês com o anterior executivo e de certeza que todas estas obras iam arrancar! Tal como aconteceu com o Teatro!

Já agora pergunto eu, se já havia projectos e dinheiro para alargar para avenida (Recauchutagem Lameca - Adega Cooperativa) e a (Igreja do Desterro - Rotunda da A 24) por onde é que iam passar estas avenidas? Pois aqueles prédios que o anterior executivo permitiu e licenciou em cima das estradas não deixaram espaço!?

Quem será que querem enganar?

Anónimo disse...

9 - Para tirar dúvidas: A resposta do Sr. Presidente ao Sr. Vereador do PS, retirada da acta de reunião de 4/7/06 da pagina da câmara:

“A obra de requalificação da rua 15 de Março estava a ser parcialmente executada
em terrenos privados, o que se considera inadmissível. Até esse assunto estar
resolvido não será executada a parte da obra correspondente. Se a posse dos
terrenos não for obtida em prazo razoável, será levada a reunião de Câmara a
proposta de suspensão definitiva da obra e resolução do respectivo contrato. Esta
situação foi claramente e repetidamente discutida em reunião de câmara e só o
desinteresse e falta de respeito do Sr. Vereador José António Santos por esta
Câmara o leva a colocar esta questão em requerimento.”

“Relativamente às diversas obras sobre as quais o Sr. Vereador pede informação,
refere-se que também estes assuntos já foram discutidos e informados em reunião
de Câmara, o que aqui se repete: Esses concursos não foram abertos porque os
respectivos projectos não estavam prontos para serem lançados a concurso. No
caso da Av. D. Afonso Henriques a solução escolhida estava orçamentada em
4.800.000€, ou seja, custava mais dinheiro do que o disponível no protocolo com as
Estradas de Portugal celebrado em Janeiro de 2005. Não seria admissível que se
gastasse quase um milhão de contos em 2 km de via. O projecto está a ser sujeito
ao necessário emagrecimento para ser exequível, devendo a nova estimativa
orçamental rondar 3.600.000€ e ser brevemente lançado a concurso. Esta
preocupação de contenção e rigor é necessária, porque este executivo municipal
paga as suas dívidas e as do anterior executivo.”

“Quanto à Av. Egas Moniz não há sequer projecto. Uma espécie de projecto foi apresentado pela empresa VHM por encomenda do E. Leclerc. Não se percebe se este projecto foi contrapartida pelo licenciamento do E. Leclerc ou se foi contrapartida por o E. Leclerc ter sido licenciado sem contrapartidas. O que se verifica é que o projectista VHM não entrega o projecto e para chegar ao seu contacto é necessário recorrer sempre à
intermediação do E. Leclerc. Para ultrapassar esta dificuldade ordenei ao
departamento técnico a preparação de um concurso de concepção/projecto e
construção a abrir na próxima reunião de Câmara.”

“Como se constata do anteriormente exposto, numa única questão o sr. Vereador profere duas afirmações falsas: a primeira a de que deixou projectos; Não é verdade, deixou um projecto inexequível técnica e financeiramente e nada mais; a segunda, a de que deixou financiamento assegurado para estas obras. É igualmente falso. A candidatura à medida 3.15, apresentada no seguimento do protocolo com o Instituto de Estradas de Portugal,
prevê um financiamento de cerca de 4.585.000€, estando a obra da Av. D. Afonso
Henriques estimada em montante superior, a Egas Moniz estimada em cerca de
1.000.000€, a estrada de S. Geão ao Relógio de Sol em cerca de 600.000€ e o
túnel sob o escadório dos remédios em cerca de 2.500.000€, totalizando
8.900.000€; se considerarmos que os fundos comunitários financiarão o projecto
aprovado em 2.521.000€, questiona-se como pode o Sr. Vereador considerar que
obras no valor de 8.900.000€ se consideram financiadas com fundos comunitários
no valor de 2.521.000€? Se considerarmos que as obras com candidaturas
homologadas antes de Junho de 2005, que é o caso, não podem recorrer ao crédito
bancário sem contar para a capacidade de endividamento e que o plafond de
endividamento da Câmara no valor de 1.100.000€, claramente se vê que não é
possível financiar os 6.700.000€ de contrapartida municipal com o esquema de
financiamento previsto pelo anterior executivo. Temos forçosamente que concluir e
lamentar, que o sr. Vereador José António Almeida Santos profira tais afirmações.”

Anónimo disse...

Este ministro de lisboa conseguiu "matar" a maternidade simplesmente não a alimentando!! É claro que qualquer profissional quer ter condições para trabalhar! Este ministro foi deixando as coisas acabaram... Boa técnica!

JosePedroSilva disse...

Produtos vendidos temos por ex: bôla de Lamego, e certas frutas.
Existe em Lamego uma empresa q transporta produtos agricolas para o Porto.
Eu q n nasci em Lamego, tento defender a terra onde vivo e penso q a história q Lamego têm no país é para enaltecer a cidade, apesar dos politicos pouco hábeis e astutos q Lamego já teve ou tem.
Defendam mais a cidade e deixem de falar tanto de politica e de partidos.
O que interessa n é o partido A ou B, mas sim as pessoas.

Anónimo disse...

Ó Ouvidor:
por favor publica outro comentário que já estou farto de ver aquela cara deslavada dos "frutos da terra".
Ou está assim tão pobre de ideias...!

Anónimo disse...

JoãoPedroSilva,

Estou totalmente de acordo! Só é pena á haver muita gente ainda cega, que não consegue ver a realidade...