segunda-feira, dezembro 26, 2005

POSITIVO

Foram muitos os curiosos que passaram pelo "novo" Pavilhão Desportivo Álvaro Magalhães. Com a Juventude de Lamego ao ataque o risco era naturalmente pequeno...o resultado só podia ser positivo...

As bancadas do Pavilhão Desportivo “Álvaro Magalhães” encheram-se de público para assistir às finais de apuramento dos vencedores do Torneio de Futsal Jovem “Cidade de Lamego”, organizado pela Câmara Municipal. Os encontros, disputados durante a noite de 22 de Dezembro, ditaram que as equipas “Pestinhas à Solta”, “Mete Medo” e “Café Bahia” tenham conquistado, respectivamente, os primeiros lugares da competição nos escalões 8-10, 11-12 e 13-14 anos.

No final, os cerca de duzentos atletas participantes reuniram-se entusiasticamente na cerimónia de entrega de prémios, presidida por Francisco Lopes, Presidente da autarquia.
A Câmara Municipal de Lamego pretende implementar, durante os próximos anos, um vasto plano de actividades desportivas, de grande valor educativo, cultural e de riqueza da acção motora. A realização do Torneio de Futsal Jovem “Cidade de Lamego” enquadra-se neste objectivo, pelo que no próximo ano haverá uma nova edição para continuar a fomentar a prática desportiva entre as crianças e jovens do concelho.
(Fonte CML)

13 comentários:

Figo disse...

Nada como ocupar os jovens de uma forma saudável!

Cultura disse...

Lamego precisa disto. Que se criem tambem eventos parecidos com outros desportos, com a musica, e ate com o teatro!
Apesar de para isso termos ainda que construir os respectivos edifícios em falta...

KAMALEÃO disse...

Sim à que dar papas e bolos aos tolos para eles não verem as anormalidades que se fazem.................................................................
Isto de dar uma esmolinha já só pega mesmo com os tolos

João Paulo disse...

Tens razão kamaleão...preferias a esmolinha dos 300 mil contos que estavam projectados para o novo miradouro da cidade do ex-presidente...300 mil contos para cortar uma curva...Tens um eurozito?

Anónimo disse...

Afinal porque é que mandaram parar a obra do miradouro?

kamaleão k diz verdade disse...

Mandaram parar a obra porque ia ser feita só para favorecer o empreiteiro amigo do ex presidente.

Ele até foi rápido a comprar os terrenos logo ali ao lado mas o nosso SALVADOR Xico Lopes, trocou-lhes as voltas.

Vejam só que para o terreno onde está situada a santinha apareceram logo 3 donos, com números astronómicos que tinham acordado VERBALMENTE com o ex.

( E depois não queriam que ele fosse condecorado no BRASIL, claro que ele lá deve ter feito obra, mas com que DINHEIRO?)

João Paulo disse...

Que alguém queria mamar não tenho dúvidas! Alguns cavalos até relinchavam de satisfação.

E a minha prendinha de natal...tens um eurozito?

Percursor disse...

Em relação a essa obra, sobre as questões discutidas não tenho conhecimentos necessários, mas sei que existia um problema, iriamos ficar com muro de cerca de 9 metros de altura, que se iria ver do centro! Não era muito bonito...

Por outro lado a ideia do miradouro é boa e deve ser mantida, ainda que de outra forma... Pode até ser porlongado por toda aquela rua até à mata dos Remédios.

Mas a antiga ideia de fazer daquilo a (única) ligação à A24, passado todo o trânsito por lá até à A24, só de alguém que realmente não fazia a minima ideia do que é gerir uma cidade...

spot disse...

Sr. percursor perdoe mas o problema era mesmo os 300000 contos.

Outsider disse...

Esperem lá! Então não era este o pavilhão da esquina que não valia uma m...?

Pavilhao disse...

Esse mesmo! O que está no sitio errado, o que não tem um unico lugar de estacionamento, mas enfim é o que temos, é o que nos foi legado...

e.f. disse...

Por acaso, para tanto alarido, não achei o pavilhão nada de especial. Em termos de bancadas não evolui o que Lamego já tem por exemplo no Colégio de Lamego, estruturalmente não é nada de especial, tem uma recepção e um piso desportivo razoável. Nada de excepcional, nada de grandioso e portanto nada que obrigue a tanta discussão.

Anónimo disse...

Francamente... Então a vereadora da cultura aplica esta frase sem sentido: "... e de riqueza da acção motora."
Que quereria ela dizer com isto? Expliquem-me como se eu tivesse o cabelo negro e encaracolado.
Viva a "coltura" do nosso executivo!